História - Mike Gradas


Filho de agricultores, Mike Gradas (b. Michael Sorendsen Gradas, 20 November 1976, St. Neots, Northamptonshire, UK) passou a infância em sua cidade natal e ocasionalmente ia a Welwyn Garden City visitar seus avós maternos. A pacata vida em St. Neots acabou moldando o comportamento sereno e comedido do pequeno Mike, avesso a badalações.

Do fracasso, o início

Em uma de suas visitas Gradas foi apresentado pelo amigo comum Mark Palmer à um vizinho do prédio em que seus avós moravam chamado Gregor Stevens. Nesta época Mike tirava suas primeiras notas no violão e como Gregor também seguia os mesmos passos Palmer pede a ambos que escrevam uma música para um vídeo-clipe a ser produzido por ele mesmo. A dupla compõe 'We Must Dream for Getting a Better Life' (uma das raras composições em parceria de Gradas) e apesar de Palmer não concluir o projeto eles decidem fazer outras músicas sempre que Gradas retorna à WGC. Quando Mike começa a cursar a high scholl se transfere para a cidade e passa a morar na casa de seus avós, facilitando o contato com o colega Gregor. Juntamente com um outro vizinho chamado Nick Willys que se torna o primeiro vocalista do grupo e eventualmente assume o baixo, os ensaios na casa de Gregor se tornam bem mais corriqueiros e logo Cliff Morgan ingressa como tecladista lançando assim o embrião dos The Gardeners.

Em segundo plano

Como Willys não demonstrava muita vontade em avançar com os amigos acaba saindo da banda e Cliff entra nos vocais enquanto Mike e Gregor passam posteriormente para as guitarras. Com Cliff no vocal se altera o relacionamento dentro do conjunto. Embora não fossem freqüentes, até então Gradas era o responsável pelas composições ao lado de Stevens. Mas como Cliff tinha por hábito escrever poesias passou a compor junto com Gregor devido a maior afinidade que os dois já possuíam e Gradas ficou meio que desprezado. Com este panorama e a adesão de Pat Rudford como baterista o grupo se apresenta em festivais amadores e outros tipos de eventos. Apesar do quarteto mostrar uma evolução Gradas parece não acompanhar o crescimento de seus companheiros devido principalmente ao revezamento guitarra/baixo a que é submetido após a saída de Nick.

Outro perfil

Quando são gravados os singles 'Words in the Wind' e 'Christiane' e lançado o primeiro CD The Gardeners Grow Up, Mike Gradas já está efetivado como baixista mas não participa de nenhuma das composições do disco. Este fato se repetiria em Migraine Boy quando os Gardeners vão morar em Londres e se dedicam totalmente à música. Mike até arrisca escrever algumas canções sozinho mas como elas não se enquadram no perfil de um disco mais pesado e sofrem uma certa objeção de Cliff Morgan terminam sendo afastadas do repertório.

Somente música

O período turbulento por que Cliff e Gregor atravessam após a Migraine Boy Tour marcado por drogas, pela prisão de Brian Stanley e divergências com o empresário Chris Bodan favorece Mike Gradas que se concentra apenas na missão de fazer músicas e as apresenta em maior número durante os ensaios e gravações de The Human Obiciclity is same to Transciding of the Nestery. Pela falta de parâmetros com o que a dupla Morgan/Stevens vinha fazendo o próprio Mike se desculpava dizendo que suas criações não estavam em um nível satisfatório e terminando por vetá-las. Apesar disto quando o baixista tomou coragem e apresentou 'The Pirro's Victory' esta imediatamente ganhou o apoio de Gregor Stevens e provocou um certo ciúme em Cliff Morgan. De fato 'The Pirro's Victory' era considerada internamente uma das melhores faixas de The Human e causou estranheza o fato de não ter se tornado uma das faixas de trabalho. A razão dada para que isto não ocorresse era que a tomada final feita por Cliff Morgan não havia sido tão satisfatória e o grupo prudentemente optou por não divulgá-la. Além disso também causou incômodo a Mike a volta do revezamento entre baixo/guitarra devido às participações especiais que o álbum teve.

Sombra do próprio sucesso

O início da The Human Obiciclity's Tour marcado pela boa recepção do público e as polêmicas declarações de Cliff voltam a atenção para a dupla de frente dos Gardeners não apenas nas entrevistas e bastidores como no palco onde a estatura reduzida de Mike e a posição mais afastada da frente parecem diminuir sua importância. Após o término da turnê no ano seguinte, Gradas e Rudford se mudam para a Califórnia como parte da estratégia de Bodan para os Gardeners ganharem espaço no mercado norte-americano. Apesar do novo quadro que os Gardeners enfrentariam nos Estados Unidos a situação de Mike não se altera e ele continua a ser encoberto pela dupla Morgan/Stevens que compõe com Ray Manzarek (ex-The Doors) uma das 20 faixas do CD comemorativo dos 50 anos do rock e a canção de abertura do filme do agente secreto James Bond.

No meio do tiroteio

As coisas se complicam em The Man of Yellow Cover quando Mike não consegue incluir nenhuma música sua entre as 15 do álbum e a mídia se volta inteiramente para os casos criados por Cliff e Gregor apesar de Mike se casar nessa época com Judie Bailey uma funcionária de sua fazenda de criação de gado em Avon. O sucesso da Yellow Cover Tour em todo o mundo paradoxalmente resulta em conflitos internos como o de Cliff e Gregor em que Mike esboça um leve apoio ao último por acreditar que Cliff estivesse boicotando suas composições. Por fim alguns dias após os dois fantásticos mega-concertos no estádio de Wembley que completaram a maior turnê da história dos The Gardeners, Mike Gradas surpreende a todos e decide abandonar o grupo, desencadeando uma série de acontecimentos que abalariam o grupo.

Longe dos Gardeners mas não dos problemas

Apesar de Gradas nunca ter se manifestado oficialmente sobre os reais motivos que o levaram a deixar os Gardeners era de conhecimento que ele não se sentia à vontade com a super-exposição que a banda tinha nos meios de comunicação principalmente em cima de Morgan e Stevens. Também era conhecida sua insatisfação quanto ao fato de suas canções não terem tanto espaço quanto as obras dos dois líderes e de constantemente se alternar entre a guitarra e o baixo, visto que Mike preferia a guitarra mas quase sempre que havia um quinto músico era deslocado para o baixo. Nos primeiros meses em que esteve afastado do ex-grupo Mike se voltou para as suas fazendas na Califórnia e em Exeter e assistiu de camarote ao desmoronamento dos Gardeners e ao lançamento de The Gardeners Still Live, último trabalho com a sua presença. Mas até os efeitos da crise por que seus ex-companheiros atravessavam acabaram o atingindo e Mike foi surpreendido por um pedido de divórcio de sua esposa curiosamente na mesma época em que Gregor enfrentava esse tipo de problema.

Em outra trincheira

O divórcio estimado em metade da fortuna que Mike possuía acabou deixando o ex-gardener em situação financeira delicada e o estimulou a retornar ao cenário musical. Liberado após um acordo com a Virgin, Mike estréia um ano depois com os UK Rangers pelo selo Astralwerks também da EMI. Apesar da pouca expressividade do álbum de estréia, a faixa 'Junkbox' conquista algum destaque mostrando um Gradas mais participativo no processo de criação do grupo e fixado na guitarra. O segundo trabalho Both Sides que sai somente após o término dos Gardeners, confirma a tendência de que Mike está mais romântico influenciado principalmente pelo seu novo casamento com Patti Adams e pela primeira filha. Após este último disco os integrantes se dedicam a outros projetos e os espaços entre as gravações se tornam maiores. O terceiro disco Everybody Say the Same coincide com a morte de Cliff Morgan e Mike é convocado a defender seus interesses diante das pretensões de Yanna Mason de lançar material do marido com os ex-companheiros como se estivesse apenas creditado ao vocalista.

Faturando unzinho

A questão judicial se resolveria três anos depois e com a liberação do catálogo dos Gardeners, antes bloqueado por medida preventiva, Gradas juntamente com Stevens, Rudford e Yanna Mason decidem lançar The Gardeners Anthology coletânea de gravações raras, singles e composições inéditas dos rapazes de Welwyn Garden City.

 

Este site é melhor visualizado em vídeo de 800x600. Desenvolvido por Japona Produções & Eventos
Copyright: Yellow Cover Music © 2005. All rights reserved.